Nós vamos mudar o mundo?

Quando decidi gravar um episódio sobre esse assunto para o podcast fiquei com receio de ser mal interpretada. Hoje em dia na internet muitas falas são distorcidas e rola cancelamento a toda hora. Mas felizmente acho que a forma como coloquei esse tema ficou clara o suficiente pra ninguém vir me questionar sobre o porquê de eu pensar dessa forma.

Por muito tempo eu achei que eu fosse realmente a responsável por mudar o mundo. Pensava que a minha ação, no meio de tanta coisa que acontece por aí, seria o estopim para o mundo finalmente mudar. Que prepotência da minha parte, né? Inclusive tem uma frase do Alex Castro que gosto muito e que depois de ler, se tornou o lema da minha vida: “Não ser egocêntrico ao ponto de achar que posso mudar o mundo. Não ser egocêntrico ao ponto de nem tentar.”

A partir do momento que tirei das minhas costas o fardo de “salvadora do mundo” senti que de fato consegui agir mais, por mais estranho que isso pareça. Quando compreendi que eu não poderia mudar o macro e as estruturas, cheguei à conclusão de que não só posso como devo agir no micro: minha vida, minha casa, minha família, meu grupo de amigos, minha vizinhança, minha cidade.

Assim ficou mais fácil pensar no que me cabe. A frase que é título desse post de forma alguma é uma maneira de me isentar da responsabilidade que me cabe. É justamente por entender que algumas mudanças não dependem de mim, que me dedico àquilo que posso fazer. Com essa consciência eu converso com meus amigos, estudo, dialogo e penso em como trazer essas ideias para o mundo real, que é onde as coisas realmente acontecem.

A internet tem uma potência imensa em disseminar mensagens. Se não fosse por ela você provavelmente não estaria lendo esse texto nem ouvindo meu podcast. Mas ela traz o conteúdo, a informação, a reflexão, o convite para a mudança. Cabe a nós decidir o que fazer com esse conteúdo e essa informação. Eu tenho decidido agir e espero que você também possa fazer essa escolha. Que consiga alinhar seus ideais e seu discurso com aquilo que faz no dia a dia. É assim, a minha mudança somada com a sua, que poderemos caminhar na construção do que acreditamos ser um mundo justo para todos os que nele habitam.

***

Para ouvir o episódio do podcast sobre esse tema clique aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s