8 passos para uma vida virtual mais saudável

cronograma
Imagem: Google

Atualmente, viver longe do ambiente virtual é uma tarefa quase impossível. A internet vem facilitando muito nossa vida ao longo dos tempos nos permitindo manter contato com os amigos, conhecer pessoas que compartilham de valores semelhantes aos nossos, além de nos manter informados do que vem acontecendo no mundo. Mas ao mesmo tempo em que essa conexão nos traz inúmeros benefícios, muito tem se falado a respeito do quão exaustos estamos psicológica e mentalmente devido ao grande consumo de informação. E me incluo nisso, pois venho me sentindo cada vez mais cansada e percebendo que passo mais tempo conectada do que gostaria.

Além de tudo isso, acreditamos que o que vemos de alguém nas redes sociais é a verdade sobre sua vida, quando, na realidade, o que é compartilhado nas redes nada mais é do que um fragmento da nossa história, o registro de um pequeno momento. Então, pra tentar dar uma aliviada e nos ajudar a rever nossa maneira de nos relacionar com a internet, resolvi compartilhar algumas coisas que tem me ajudado a encontrar um ponto de equilíbrio entre estar on e off line.

1- Deixe para acessar seu telefone pelo menos uma hora depois de ter acordado

Confesso ser a pessoa que já acorda e vai checar o telefone, mas ando revendo essa questão. Quando acessamos nossas redes logo no início do dia, é o conteúdo dessas mensagens/informações que dita nosso humor e o ritmo do dia. Pode ser que você se depare com uma notícia muito boa ou algo ruim, então é melhor acordar, fazer sua rotina matinal (leitura, exercício físico ou qualquer outra coisa), tomar um café tranquilo para só depois verificar as atualizações. Dessa forma você “entra no dia” sem tantas influências exteriores.

2 Desative as notificações

Quem nunca correu pra conferir a notificação no telefone achando ser algo super importante quando na verdade era só uma mensagem de bom dia em um dos grupos que participa? Essas notificações acabam nos tirando a atenção da execução de tarefas importantes. Desativá-las é uma boa alternativa para que você não seja interrompida ao longo de suas atividades. Eu fiz isso no meu telefone e a sensação é de alívio. Além disso, desativei também a visualização de mensagens no aplicativo de chat. Elas me davam  a sensação de necessidade de responder instantaneamente, como se a minha vida ou a vida da outra pessoa dependessem exclusivamente disso. Se a pessoa precisar falar comigo com urgência, basta ligar.

3- Saia de grupos 

Os chats de grupos são uma baita tentação de nos fazer querer ver o tempo todo o que está rolando de conversa e as vezes (na maioria delas) não é nada realmente relevante. Essas pequenas checadas nos grupos acabam por tirar nossa atenção e quando nos damos conta o dia passou e não conseguimos cumprir o nosso planejamento. Além disso existem alguns grupos que  na verdade não são muito úteis, então, escolha dos quais deseja fazer parte. Melhor ter poucos grupos no quais você consegue ser presente e interagir, do que participar de muitos que você mal consegue acompanhar as mensagens.

4- Estabeleça um horário para acessar as redes

Uma boa alternativa é escolher horários específicos para verificar suas redes/e-mails/bate papos. É muito tentador querer ver as novidades à cada notificação que aparece nas nossas telas. Alguns estudos mostram que essa sensação de “bem estar” que sentimos quando verificamos nossas notificações pode ser altamente viciante. (O livro “Celular, como dar um tempo” da Catherine Price fala disso.). As redes sociais foram criadas para prender nossa atenção pelo maior tempo possível e por isso é preciso estabelecer limites para que não sacrifiquemos as nossas relações “reais” pelas “virtuais”.

5 Faça uma limpa nos seus contatos

Mudamos no decorrer dos anos e é natural que as pessoas com as quais nos identificávamos também mudem. Portanto, de tempos em tempos é bom fazer uma limpa nas nossas redes e acompanhar pessoas com as quais nos identifiquemos mais. Além disso, existem pessoas cujo conteúdo pode nos despertar algum tipo de gatilho. Por ex: se você segue muitos perfis fitness, tende a achar que não é boa o bastante porque não consegue ir na academia todos os dias nem ter a barrida trincada. Tem também aqueles perfis de “pessoas com vidas perfeitas, que sempre viajam, estão em um relacionamento incrível e vestem roupas maravilhosas”. Na verdade mesmo sabendo que o conteúdo postado por elas (e por nós também) é devidamente curado e representa apenas uma parcela da vida,  acabamos achando que elas são assim 100% do tempo e que estamos muito erradas, já passamos por problemas, não temos grana pra fazer esses passeios incríveis e não podemos largar tudo pra fazer um mochilão por aí.  As vezes deixar de acompanhar esse tipo de conteúdo é o melhor que podemos fazer para nossa saúde mental.

6- Descadastre-se de sites e newsletters

A quantidade de informações que consumimos atualmente é assustadora e além de não conseguirmos assimilar todo esse conteúdo, informação demais nos sobrecarrega. Verifique se os e-mails que você recebe tem a ver com o atual momento que você está vivendo. Por ex: eu me descadastrei de várias newsletters de lojas virtuais. Além de não conseguir acompanhar o conteúdo que elas me mandavam, era fácil me deixar levar pela promoção do dia. Prefiro receber notificações de sites cujo conteúdo de alguma maneira me acrescenta e de assuntos que fazem parte do meu interesse no momento. Ainda assim não assino muito conteúdo justamente por não conseguir ler tudo e depois me sentir culpada.

7- Desconecte-se do telefone pelo menos uma hora antes de dormir

Sabia que as telas de nossos computadores e telefones inibem a produção de melatonina, aquele hormônio que nos diz que é hora de dormir? E não é só isso: o conteúdo que consumimos nos estimula e faz com que o relaxamento necessário para nos induzir ao sono seja prejudicado. Vale a pena se desligar das redes sociais pelo menos uma hora antes de dormir. Colocar uma música gostosa, preparar um chá, conversar com seus familiares e até mesmo ler são uma boa alternativa. No caso da leitura, é legal escolher algo tranquilo e relaxante que não te prenda a atenção a ponto de perder o sono.

8- Tire o final de semana pra se desconectar

Minhas experiências de passar o final de semana longe do telefone tem sido cada vez melhores e estou me comprometendo a acessar minhas redes sociais durante a semana (e organizar meu trabalho por aqui) para poder passar o final de semana inteiramente presente, curtindo a companhia das pessoas que gosto e sem me preocupar tanto com as notificações quanto com querer compartilhar aquele momento nas redes. Até posso (e vou) registra-lo mas vou deixar para postá-lo depois. A Contente.vc fez uma série de postagens sobre o assunto e eu até participei de uma delas!

Indicações para complementar o texto:

– episódio #41 do Outras Mamas

–  episódio #41 da Obvious

– esse vídeo da Ellora sobre saúde mental e redes sociais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s